sexta-feira, 3 de junho de 2011

John Piper e Rick Warren: Grandes influências em líderes evangélicos no Brasil e na América Latina

John Piper e Rick Warren: Grandes influências em líderes evangélicos no Brasil e na América Latina

Recentemente, John Piper entrevistou Rick Warren dando-lhe a oportunidade de falar sobre as inúmeras críticas que ele tem recebido por causa do livro Uma Vida Com Propósitos com relação às questões doutrinárias. Ele foi criticado, por exemplo, por deixar de falar do arrependimento na oração que ele escreveu para os não crentes orarem em seu livro.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
Mas apesar das críticas, Rick Warren tem influenciado muitos lugares do mundo com esse livro, caracterizado por sua maneira simples de falar direcionado a diferentes tipos de pessoas, Igrejas, e nações.

Na América Latina, Rick Warren tem alcançado diversos países depois do lançamento do seu livro “Igrejas Com Propósitos” que tem leavado a idéia da plantação de Igrejas baseado nos princípios do seu livro de comunhão, discipulado, adoração, ministério e evangelismo.

Juan Carlos Flores, presidente da fundação de liderança e Inovação Liderinnova desde 2002, juntamente com sua esposa Orietta Oreamuno começaram a ensinar e compartilhar todos os ensinamentos e recursos globalmente do paradigma da Igreja Com Propósito dentro e fora da Costa Rica, principalmente aos países de fala espanhola.

A fundação já tem alcançado o México, Costa Rica, Colômbia, Argentina, Venezuela. A fundação promoveu uma conferência em 2007, na Venezuela, em que centenas de pastores e líderes cristãos se reuniram para falar do paradigma da Igreja Com Propósito, e trazer saúde às Igrejas para um crescimento natural.

“Fomos comissionados por parte do pastor Rick a poder levar isso da mesma maneira que recebemos. Recebemos por graça e agora queremos levar da mesma forma,” disse um dos oradores da Conferência.

Nereo Reppak, Pastor Gernal do Centro Evangelístico ID, cidade de Ojeda, noroeste da Venezuela, disse que a fundação superou as expectativas ao falar da Igreja Com Propósitos.

“O ensino que trouxe foi fresco, cristocêntrico e prática para organizar a Igreja em torno dos propósitos de Deus. Por três anos estive orando por uma resposta de Deus para a nossa cidade, e com a visita e treinamento especial do pastor Juan Carlos Flores e sua equipe temos sido reenergizados e enfocados. Isso vai fazer ima revolução em El Zulia.”

No Brasil, o movimento de plantação de Igrejas baseado nesse modelo veio em 1998, quando o livro foi publicado. Em 2008 o modelo já havia sido adotado por mais de 500 congregações. O modelo tem satisfeito gente que busca uma maneira de conciliar a intitucionalização com a espiritualidade.
“é uma proposta de crescimento espiritual. O crescimento numérico é apenas consequência,” disse o pastor batista Carlito Paes, presidente do Ministério Propósito fundado no Brasil, em 2002.

Um exemplo de sucesso foi a Primeira Igreja Batista de São José dos Campos, que pulou de 600 para mais de 3 mil membros.

O autor do livro esteve no Brasil em 2008 e teve grande repercusão, com 2500 participantes da conferência, em que muitos disseram ter ficado surpresos com a simplicidade do evangelista norte-americano.

Tratando-se de popularidade, entre Rick Warren e John Piper, Warren parece ser o mais popular na maioria dos países, devido ao sucesso de seus livros, Uma Vida Com Propósitos e Uma Igreja Com Propósitos.

Entretanto, entre Rick Warren e John Piper, Warren tem uma teologia que é mais criticada por pastores e teólogos.

Alguns pastores no Brasil deram sua opnião sobre a popularidade e teologia de ambos e parece que todos concordam com uma teologia mais sólida de Piper e um pragmatismo de Warren.

“Eu sou mais da linha do John Piper, pois ele é mais reformado doutrinariamente. Ele tem mais solidez bíblica do que Rick Warren. E o Rick Warren é mais voltado para o crescimento da Igrejas, ele é muito pragmático nas colocações dele,” disse o pastor presbiteriano Augustus Nicodemus Lopes.

O seu colega de pastoreio na Igreja, o rev. Leandro Lima também disse que o Jonhn Piper é mais consistente, que ele tem uma teologia muito mais sólida do que o Rick Warren. “O livro de Rick Warren é bom, ajuda os Cristãos a buscarem um propósito para as suas vidas.”

Ele apontou que uma limitação do livro é que ele fala pouco sobre a “redenção, da mensagem da salvação cristã que tem a ver com a cruz de Cristo.” E ele concordou que o Rick Warren tem uma perspectiva mais pragmática, e o Piper tem uma perspectiva mais cristocêntrica.

Dr. Davi Charles Gomes, Professor da Universidade Mackenzie, recebeu uma cópia do livro Uma Vida Com Próposito das mãos de Rick Warren num café da manhã presidencial em Washington, em 1992, quando ele tinha acabado de publicar. Segundo ele, a idéia de uma proposta central de uma vida organizada com Deus é “muito correta e muito boa. No começo ele estava trazendo uma ênfase que estava meio perdida e me agradei muito.”

No entanto, Gomes percebeu que com o passar dos anos, isso foi virando “um movimento onde ter próposito se tornou o propósito principal. Ser uma Igreja com propósito virou um propósito em si, ai eu me preocupei.”

Para ele Rick Warren é “o mais popular, e o que é mais respeitado é o John Piper.” Ele diz que uma explicação para a sua popularidade foi o fato de ele ter um apelo de várias estirpes de Igrejas, de diferentes denominações.

“As pessoas que se interessam porque veem o sucesso do que ele está propondo sobre a idéia de restabelecer a questão de propósitos para a vida da Igreja.”

O Jhon Piper, segundo ele, é mais sério e comprometido com a palavra, e tem uma posição mais conservadora teologicamente.

Fonte: The Christian Post

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VOCÊ GANHOU!