terça-feira, 26 de janeiro de 2010

OS CRENTES ESTÃO TROCANDO A VERDADE PELA MENTIRA

CAIO FÁBIO DENUNCIA ABUSO SEXUAL

Reverendo relata caso e desabafa sobre a mentira

Por: Redação Creio

Caio Fábio, como sempre, é polêmico. Até mesmo seu site, que funciona como divã virtual, vira e mexe recebe cartas que prometem debates acalorados e mostram uma realidade que a igreja evangélica teima em não perceber. Nesta semana o reverendo escreveu um texto em que declara que os crentes estão trocando a verdade pela mentira. A carta é resposta a desabafo de uma internauta, que pede conselho ao líder, sobre um abuso sexual que sofreu por um seminarista. A confusão não para por ai, ao descobrir que está grávida do rapaz, que no passado foi aconselhado por seu pai, também pastor, a abortar de um outro relacionamento.

Ao todo são três cartas que Caio cita. A primeira é desta jovem, que após um longo namoro, sofreu abuso sexual e agressões do seminarista. Depois do acontecido descobriu que estava grávida e não sabia o que fazer. No texto, relata, após o fato procurou o pastor do jovem que orientou a perdoar e esquecer. “Disse que um cristão não denuncia outro cristão e que se eu resolvesse denunciar, eu estaria me arriscando. Chocada eu me calei e resolvi ficar quieta. Agora descobri que estou grávida... E já não sei o que fazer!”, reproduz.

Após a primeira carta, a mãe do seminarista também respondeu a Caio relatando outro caso assustador. O então seminarista engravidou outra jovem e, aconselhado por seu pai, também pastor, incentivou o aborto. Com a repercussão negativa o seminarista foi enviado para o exterior. Munida destas informações, a mãe do jovem abrigou a vitima de abuso – que estava passando por sérias dificuldades-, e tomou uma atitude: pediu divórcio e está na dúvida se denuncia o filho à justiça.

Leia o desabafo de Caio Fábio sobre os temas acima:

OS CRENTES ESTÃO TROCANDO A VERDADE PELA MENTIRA… você não?...

Fico perplexo com coisas que em geral não deixam quase ninguém chocado...

Por exemplo, esta semana publiquei uma série de cartas que recebi, todas relacionadas a um caso de estupro praticado por um seminarista, com todos os requintes de mafiosidade religiosa, e, ante cujo fato, a mãe do seminarista estuprador enfrentou o filho e o pai dele, pastor e galinhento; e, além disso, assumiu a “nora” que não é nora [ela será a mãe do futuro netinho dessa senhora], como filha, pondo-a aos seus cuidados...

Ora, tal ocorrência, horrível e nojenta em todos os seus aspectos..., teve um final feliz pela Graça, pois, uma mãe de verdade, preferiu enfrentar tudo e todos a consentir com tamanha malignidade... [Leia os links acima e você entenderá!...]

Entretanto, tal fato do amor gerou um estado de “Ó!” em muitos que leram as cartas...

Perversa e pudicamente houve quem indagasse se eu não “criava” as cartas a fim de “ilustrar” o que eu dizia...

Que modo elegante de dizer que você é um estelionatário!...

Eles, todavia, os que assim dizem, julgam-me por eles mesmos...

Portanto, ao assim dizerem, de fato se confessam... Sim, dizem o que são capazes de fazer...

O meu choque, no entanto, é que esses mesmos são capazes de escandalizarem-se quando digo que os “evangélicos” estão cheios de curas fajutas, inventadas; cheios de “milagreiros bandidos”...; cheios de estelionatários descobertos até pela Polícia...; cheios de malfeitores angariando fundos em nome da teologia da prosperidade...; cheios de dejetos do engano e da mentira...; cheios de Síndrome de Lúcifer...

Duvidarem do amor como graça e perdão e não duvidarem da mandinga do charlatão, para mim mostra o estado espiritual das pessoas...

Isto tudo, portanto, revela apenas uma coisa...

As loucuras dos “evangélicos” são aceitáveis, criveis e até objeto de enfrentamento [quando denunciadas] por parte de muitos daqueles que, hoje, dizem que uma carta de justiça, verdade, sinceridade e perdão, só pode ser invenção...

Este é o estado espiritual das pessoas...

A mentira é crida e defendia...

A verdade é ficção...

Tem-se detido tanto a verdade pela mentira; tem-se trocado tanto a verdade do Evangelho pelas invenções dos homens..., que, na hora da verdade mais simples e caracterizadora do Evangelho ser manifestada..., os “crentes” que aceitam toda sorte de picaretagem, dizem: “Ah, não!... Esse negócio só pode ser ficção!”...

Sabe por que dizem assim?...

Porque se acostumaram a fazer o mal e desaprenderam a fazer o bem...

Por isto o mal é normal e a Graça da verdade, da coragem e do perdão parecem tão “alienígenas” aos crentes...

Sim, a desgraça cresceu tanto que a normalidade do Evangelho está se tornando obra de ficção!...

E mais: tal atitude demonstra o estado de morte da maioria...

A esses digo:

O Cerulo vem aí e vai curar todo mundo! Vão lá... É tudo verdade!

A esses também digo:

Que coisa horrível... Existe uma menina que, estuprada, perdoa e decide ter o filho... Existe uma mãe que, sabendo do ato do filho, enfrentou a ele, ao pai dele, à denominação toda; tudo por não aceitar mais a injustiça... Vê se pode?... São loucas!...

Assim, mais uma vez ouço a voz de Jesus a indagar:...

“Quando vier o Filho do Homem, por ventura encontrará fé na terra?”

Nele, que somente se escandaliza com o escândalo dos fariseus e dos cínicos que vivem da religião das mentiras feitas de modo e de etiqueta de perversidade.

LEIA AS CARTAS COMPLETAS:

ESTUPRO DO SEMINARISTA SÊMENARISTA… [1 E 2]...

SOU A MÃE DO “SÊMENARISTA” QUE ESTUPROU A MENINA...

ESTUPRO, AMEAÇA E MILAGRE!

VIVA A VERDADEIRA MÃE!...

MÃE DO SÊMINARISTA NO SINÉDRIO...

Fonte: www.creio.com.br

OS CRENTES ESTÃO TROCANDO A VERDADE PELA MENTIRA

CAIO FÁBIO DENUNCIA ABUSO SEXUAL

Reverendo relata caso e desabafa sobre a mentira

Por: Redação Creio

Caio Fábio, como sempre, é polêmico. Até mesmo seu site, que funciona como divã virtual, vira e mexe recebe cartas que prometem debates acalorados e mostram uma realidade que a igreja evangélica teima em não perceber. Nesta semana o reverendo escreveu um texto em que declara que os crentes estão trocando a verdade pela mentira. A carta é resposta a desabafo de uma internauta, que pede conselho ao líder, sobre um abuso sexual que sofreu por um seminarista. A confusão não para por ai, ao descobrir que está grávida do rapaz, que no passado foi aconselhado por seu pai, também pastor, a abortar de um outro relacionamento.

Ao todo são três cartas que Caio cita. A primeira é desta jovem, que após um longo namoro, sofreu abuso sexual e agressões do seminarista. Depois do acontecido descobriu que estava grávida e não sabia o que fazer. No texto, relata, após o fato procurou o pastor do jovem que orientou a perdoar e esquecer. “Disse que um cristão não denuncia outro cristão e que se eu resolvesse denunciar, eu estaria me arriscando. Chocada eu me calei e resolvi ficar quieta. Agora descobri que estou grávida... E já não sei o que fazer!”, reproduz.

Após a primeira carta, a mãe do seminarista também respondeu a Caio relatando outro caso assustador. O então seminarista engravidou outra jovem e, aconselhado por seu pai, também pastor, incentivou o aborto. Com a repercussão negativa o seminarista foi enviado para o exterior. Munida destas informações, a mãe do jovem abrigou a vitima de abuso – que estava passando por sérias dificuldades-, e tomou uma atitude: pediu divórcio e está na dúvida se denuncia o filho à justiça.

Leia o desabafo de Caio Fábio sobre os temas acima:

OS CRENTES ESTÃO TROCANDO A VERDADE PELA MENTIRA… você não?...

Fico perplexo com coisas que em geral não deixam quase ninguém chocado...

Por exemplo, esta semana publiquei uma série de cartas que recebi, todas relacionadas a um caso de estupro praticado por um seminarista, com todos os requintes de mafiosidade religiosa, e, ante cujo fato, a mãe do seminarista estuprador enfrentou o filho e o pai dele, pastor e galinhento; e, além disso, assumiu a “nora” que não é nora [ela será a mãe do futuro netinho dessa senhora], como filha, pondo-a aos seus cuidados...

Ora, tal ocorrência, horrível e nojenta em todos os seus aspectos..., teve um final feliz pela Graça, pois, uma mãe de verdade, preferiu enfrentar tudo e todos a consentir com tamanha malignidade... [Leia os links acima e você entenderá!...]

Entretanto, tal fato do amor gerou um estado de “Ó!” em muitos que leram as cartas...

Perversa e pudicamente houve quem indagasse se eu não “criava” as cartas a fim de “ilustrar” o que eu dizia...

Que modo elegante de dizer que você é um estelionatário!...

Eles, todavia, os que assim dizem, julgam-me por eles mesmos...

Portanto, ao assim dizerem, de fato se confessam... Sim, dizem o que são capazes de fazer...

O meu choque, no entanto, é que esses mesmos são capazes de escandalizarem-se quando digo que os “evangélicos” estão cheios de curas fajutas, inventadas; cheios de “milagreiros bandidos”...; cheios de estelionatários descobertos até pela Polícia...; cheios de malfeitores angariando fundos em nome da teologia da prosperidade...; cheios de dejetos do engano e da mentira...; cheios de Síndrome de Lúcifer...

Duvidarem do amor como graça e perdão e não duvidarem da mandinga do charlatão, para mim mostra o estado espiritual das pessoas...

Isto tudo, portanto, revela apenas uma coisa...

As loucuras dos “evangélicos” são aceitáveis, criveis e até objeto de enfrentamento [quando denunciadas] por parte de muitos daqueles que, hoje, dizem que uma carta de justiça, verdade, sinceridade e perdão, só pode ser invenção...

Este é o estado espiritual das pessoas...

A mentira é crida e defendia...

A verdade é ficção...

Tem-se detido tanto a verdade pela mentira; tem-se trocado tanto a verdade do Evangelho pelas invenções dos homens..., que, na hora da verdade mais simples e caracterizadora do Evangelho ser manifestada..., os “crentes” que aceitam toda sorte de picaretagem, dizem: “Ah, não!... Esse negócio só pode ser ficção!”...

Sabe por que dizem assim?...

Porque se acostumaram a fazer o mal e desaprenderam a fazer o bem...

Por isto o mal é normal e a Graça da verdade, da coragem e do perdão parecem tão “alienígenas” aos crentes...

Sim, a desgraça cresceu tanto que a normalidade do Evangelho está se tornando obra de ficção!...

E mais: tal atitude demonstra o estado de morte da maioria...

A esses digo:

O Cerulo vem aí e vai curar todo mundo! Vão lá... É tudo verdade!

A esses também digo:

Que coisa horrível... Existe uma menina que, estuprada, perdoa e decide ter o filho... Existe uma mãe que, sabendo do ato do filho, enfrentou a ele, ao pai dele, à denominação toda; tudo por não aceitar mais a injustiça... Vê se pode?... São loucas!...

Assim, mais uma vez ouço a voz de Jesus a indagar:...

“Quando vier o Filho do Homem, por ventura encontrará fé na terra?”

Nele, que somente se escandaliza com o escândalo dos fariseus e dos cínicos que vivem da religião das mentiras feitas de modo e de etiqueta de perversidade.

LEIA AS CARTAS COMPLETAS:

ESTUPRO DO SEMINARISTA SÊMENARISTA… [1 E 2]...

SOU A MÃE DO “SÊMENARISTA” QUE ESTUPROU A MENINA...

ESTUPRO, AMEAÇA E MILAGRE!

VIVA A VERDADEIRA MÃE!...

MÃE DO SÊMINARISTA NO SINÉDRIO...

Fonte: www.creio.com.br

SERÁ QUE OBAMA É UMA FRAUDE CRISTÃ?

(Por Kathleen Gilbert) - WASHINGTON, D.C., EUA — A ausência cada vez mais notória do envolvimento de Obama, sua esposa e filhas com uma igreja ou participação de eventos cristãos públicos está levando uma organização cristã a questionar o nível de devoção que o presidente Obama realmente sente para com a identidade religiosa que outrora fazia parte do apelo e imagem da sua campanha.

Depois de freqüentar regularmente uma igreja cristã durante a campanha presidencial de 2008, Obama não está indo à igreja regularmente desde que foi eleito presidente e ainda não procurou uma igreja para sua família. Obama, em seu feriado no Havaí por causa do Natal, não quis ir a nenhum culto com sua família. Já eleito, ele também não foi a nenhum culto de Natal em 2008.

Contudo, quando era candidato, Obama fez de sua fé cristã e envolvimento numa igreja cristã local uma parte principal de sua campanha — e acredita-se que essa imagem atraiu votos cruciais que, caso contrário, teriam se oposto às suas políticas esquerdistas. Vários pastores evangélicos, tais como Kirbyjon Caldwell, pastor de uma mega-igreja em Houston, ajudaram a reforçar o tema de discussão da campanha de que as políticas sociais de Obama estavam mais próximas das doutrinas cristãs do que seus críticos estavam afirmando.

Douglas Kmiec, professor de direito na Universidade de Pepperdine que recebeu muitas críticas dos círculos católicos por fazer propaganda em favor de Obama, havia argumentado que sua confiança no candidato pró-aborto era resultado de sua aparente fidelidade ao Cristianismo.

“Quando estava numa reunião de líderes religiosos em Chicago, Obama me disse que seu trabalho comunitário anos antes, ajudando os desalojados e os desempregados, o deixou vazio até que ele se ajoelhou diante da Cruz. Creio nele”, escreveu Kmiec num artigo na edição de janeiro de 2009 de Commonweal se defendendo de seus críticos. “Não dá para lançar bem uma política ou uma filosofia ou um relacionamento quando a fé está ausente; e eu não duvidei (e não duvido) da autenticidade da fidelidade de Obama à fé cristã”.

Desde sua eleição, os defensores dos interesses cristãos estão cada vez mais inquietos com a evidente falta de, e até mesmo descaso das, sensibilidades cristãs na Casa Branca. Alguns exemplos incluem:

* A pedido da Casa Branca, em abril a Universidade de Georgetown cobriu uma cruz branca e um símbolo do nome de Jesus que teriam aparecido sobre a cabeça de Obama num discurso dele.

* O presidente publicamente recusou celebrar o Dia Nacional de Oração na Casa Branca — mas hospedou uma grande festa animada para lançar o Mês do Orgulho Gay e Lésbico em junho, e reconheceu o mês islâmico sagrado de Ramadã na Casa Branca.

* Enquanto sem rodeios comentando que George Washington reconheceu o Dia de Ações de Graças celebrando “os muitos e notáveis favores do Deus Todo-poderoso”, a proclamação de Ações de Graças de Obama foi a primeira na história dos EUA a exortar a celebração do feriado sem realmente reconhecer a existência de Deus ou Divina Providência.

* Pela primeira vez em 43 anos, o governo de Obama proibiu a presença militar oficial num “Comício Deus e a Nação” em Nampa, Idaho.

* Numa árvore de Natal da Casa Branca, o presidente pediu que não se mostrasse nenhum ornamento cristão ou judaico. Mas, ironicamente, permitiu um ornamento que mostrava a imagem de Mao Tse Tung, ditador chinês e assassino de massas.

“A questão não é se um presidente tem de freqüentar uma igreja regularmente para ser um presidente eficiente. Eles não precisam”, comentou o Rev. Patrick J. Mahoney, diretor da Coalizão de Defesa Cristã, com sede em Washington. “A questão é de integridade e honestidade.

“Pintar-se como uma pessoa de profunda fé cristã e muito envolvido na vida de uma igreja local durante a campanha e então abandonar essa posição depois da eleição reduz a fé a um produto de conveniência e o Cristianismo a uma ferramenta política”.

Mahoney comentou que a Casa Branca admite que o presidente Obama e sua família não se estabeleceram numa igreja em Washington, D.C., pois eles querem evitar se tornar um “fator de perturbação numa igreja local”.

“Esse é um argumento complemente malicioso e enganoso”, disse Mahoney. “A maioria esmagadora das igrejas em Washington adoraria ter o presidente e sua família freqüentando sua igreja e os receberiam de braços abertos.

“Falando de modo claro, senhor presidente, se sua fé e envolvimento cristão numa igreja local significam tanto para você como você diz que significam, por favor, procure uma igreja local vibrante para você e sua família adorarem a Cristo”.

Traduzido por Julio Severo - www.juliosevero.com

fonte: http://www.antenagospel.com.br/index.php?cod=601&COD_NOTICIA=2015

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

CARTA SOBRE MEU PASTOR CHATO

"Quando eu era mais jovem, tive um pastor muito chato.
Todo domingo, sem faltar, ele falava que a gente precisava ler a Bíblia.
Todo domingo ele escrevia uma meditação bíblica para cada dia da semana. Saía no boletim da igreja, mas eu nunca li.
Todo o ano ele preparava uma campanha para estimular a gente a ler a Bíblia. Tinha ano que dava certificados (imagine: cer-ti-fi-ca-dos) e brindes para quem terminasse.

No programa de rádio da igreja, que nunca ouvi, tinha sempre uma pergunta bíblica. Quem respondesse concorria a livros no final do programa. Sei disso porque ele comentava na abertura do culto e eu, às vezes, prestava atenção.

De vez em quando, no culto, ele dava oportunidade para perguntas sobre dificuldades surgidas na leitura da Bíblia. Prometia responder e as que não soubesse pesquisaria. No meio da semana, ele mesmo dirigia uma classe, junto com outro pastor, só para tirar dúvidas dos leitores da Bíblia.
De vez em quanto, com alegria estampada no rosto, ele falava de pessoas, antigas na fé, que nunca tinham lido a Bíblia toda, mas que conseguiram fazer isso e estavam muito felizes.

Eu sei que ele lia outros livros, mas só pregava da Bíblia. Ele pregava sobre temas da vida, mas sempre a partir da Bíblia. Ele parecia encher a boca para declarar, quase que todo domingo, que precisamos ouvir todo o conselho de Deus e este conselho está na Bíblia.
Uma vez ele planejou um congresso de adoração e Bíblia, em que todas as músicas cantadas seriam com letras transcritas das Escrituras. Não deu certo, mas achei interessante.

Ele vivia repetindo, cansativamente, que os mandamentos da Bíblia são para o nosso bem e não para o bem daquele que os formulou.
Meu pastor insistia que jamais devemos dizer "eu, porém", quando lemos na Bíblia "tu, porém"; com isto, ele queria insistir que devemos seguir o Deus da Bíblia e não os deuses deste mundo. Uma vez ele disse que muitas pessoas que vivem de dar conselhos para os outros não têm moral alguma; falam de casamento, mas já se casaram várias vezes; dão dicas sobre economia, mas andam endividados.

Acho que não vou esquecer desse pastor. Sua insistência me lembra que preciso ler a Bíblia.
Agora, me dá licença que ainda não li meus 12 capítulos desta semana. É que acabei gostando de ler a Bíblia".
Mas, antes de terminar, preciso dizer: "obrigado, meu pastor chato".

ISRAEL BELO DE AZEVEDO

VOCÊ GANHOU!